Um blog criado a 4 mãos, uma parceria entre irmãs, para comentarmos sobre os livros que lemos, e compartilhar opções de boa leitura.
Escolha um livro, pegue uma xícara de café e venham me desfolhar, sintam-se à vontade.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

A Revolução dos Bichos.


Título: A Revolução dos Bichos
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das letras
Gênero: Fábula, Política, Sociologia, história.
Ano: 1945
Páginas: 147









Os animais viviam em uma fazenda, e eram todos os dias explorados pelo fazendeiro, até que resolveram fazer uma revolução, colocaram o fazendeiro para correr, e tomaram posse da fazenda para viver em liberdade, trabalhando em prol dos seus próprios objetivos, e não mais de um humano explorador!!!


Assim discorre a fábula de George Orwell;  "A revolução dos bichos."
Resumindo assim parece um livro bobo e desinteressante, mas ao contrário, o autor retrata de forma simples, objetiva e muito inteligente os principais acontecimentos da revolução russa. É uma sátira à ditadura Stalinista, que foi escrito durante a segunda guerra mundial.
É sem dúvidas uma obra prima, um clássico para diferentes idades, com mensagens políticas e sociais de nível adulto, em forma de fábula de fácil compreensão para crianças.

É interessante conhecer a revolução russa, seus principais personagens e acontecimentos antes de lê-lo, pois as referências no livro são muito diretas. Durante  o decorrer da história o leitor vai identificando cada animal e entendendo que personagem ele representa na história real.
A traição à Trotsky é contada de forma bem clara, a exploração da mão de obra, os assassinatos, a busca pelo poder, o abuso deste poder, os privilégios alcançados em detrimento dos outros, a fácil manipulação da grande massa, é tudo muito explícito.


O livro narra exclusivamente a revolução russa, apenas, sem mais interpretações, comparações, ou referências à outras revoluções, como erroneamente foi feito por diversos meios de comunicação, na luta contra o comunismo durante a guerra fria, deturpando o objetivo do próprio escritor e mostrando o quanto a manipulação política se faz presente nas mínimas oportunidades. A luta pelo poder é bastante semelhante em toda parte do mundo, indiferente da ideologia política, usa-se os mesmos artifícios, com os mesmos objetivos.
A história mostra de forma simples o quanto a politica é um ciclo, que quando você menos espera, aquele que lutou contra um governo opressor, pode se tornar, ele próprio, tão opressor quanto. 
A igualdade entre os homens é um sonho daqueles que são explorados, o pesadelo daqueles que exploram, e uma eterna utopia entre os homens. 

"Todos os animais são iguais. Alguns mais iguais do que os outros."